Renda do Programa de Coleta Seletiva do TRT será destinada ao Hospital Aldenora Belo

Data da Notícia   Qui, 15 de Fevereiro de 2007 12h00min
Usuário  
 
 

Os papéis utilizados e descartados pelo Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão (TRT) estão sendo coletados para reciclagem e a renda será destinada à Instituição Maranhense de Oncologia Aldenora Belo e à Casa de Apoio Criança Feliz, da Fundação Antônio Jorge Dino, em São Luís. A iniciativa integra o Programa de Coleta Seletiva, uma parceria entre o TRT e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

O desenvolvimento do programa prevê ações de sensibilização e conscientização ambiental de servidores e magistrados sobre a prática da coleta seletiva. Essas atividades envolvem também os prestadores de serviços terceirizados encarregados da manutenção e limpeza nas dependências do TRT. O convênio para atuação conjunta dos dois órgãos do Judiciário Federal no Programa de Coleta Seletiva foi firmado em outubro do ano passado.

As Unidades do TRT e o Fórum Astolfo Serra (sede das Varas do Trabalho da capital) estão recebendo cestos de lixo padronizados para a colocação de papéis que serão reciclados. São coletores na cor azul com adesivo do símbolo da reciclagem. O programa é coordenado pela Secretaria de Coordenação Administrativa e Capacitação.

Como medida de economia, a orientação é que antes do papel ser descartado para a coleta, deve, quando possível, ser reutilizado para rascunhos, revisão de texto ou outros serviços internos. É importante também resguardar as informações constantes nos referidos papéis, sendo necessário triturar as folhas antes de descartá-las.

A Secretaria de Coordenação Administrativa e Capacitação também solicita aos magistrados e servidores que colaborem com o programa, trazendo de suas residências papéis que tenha sido descartados. Podem ser reciclados revistas, impressos em geral, fotocópias, rascunhos, envelopes, papéis timbrados, cartões e papel de fax. Não servem para reciclagem papéis sanitários, plastificados, metalizados, parafinados, copos descartáveis, papel carbono, fotografias, fitas adesivas e papel vegetal.

O diretor da Secretaria de Coordenação Administrativa e Capacitação do TRT, Domingos Carlos dos Santos Neto, disse que o material recolhido pela Justiça o Trabalho é repassado no início de cada mês ao TRE faz a pesagem e a remessa do papel à empresa de reciclagem. Também é de responsabilidade do TRE o repasse da renda arrecadada à Fundação Antônio Jorge Dino.

Mais informações sobre o Programa podem ser obtidas na Secretaria Administrativa (3º andar do prédio-sede do TRT) ou pelo ramal 9332.

(VS/EK)

Legenda-foto: papel coletado no TRT para ser enviado ao TRE

Notícia lida 755 vezes